Dra. Valéria Guimarães

Valéria Guimarães é Endocrinologista e Doutora em Medicina-Endocrinologia, pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP). Foi Fellow da Thyroid Study Unit da Universidade de Chicago durante 3 anos, nas áreas de Doenças Autoimunes da Tiroide e Câncer de Tiroide, sob a supervisão de uma das maiores autoridades mundiais em Tiroidologia, o Dr. Leslie DeGroot. Publicou inúmeros trabalhos em revistas internacionais conceituadas no meio científico. É autora de vários capítulos de livros científicos, incluindo o capítulo sobre Tiroidites no compêndio Endocrinology, hoje considerado o mais completo da especialidade e referência mundial em educação médica em Endocrinologia, com poucos autores brasileiros.

Participa ativamente de várias sociedades médicas internacionais, entre as quais a International Society of Endocrinology (ISE) - onde foi Conselheira durante três gestões, no período de 2000-2010; The Endocrine Society (Sociedade Americana de Endocrinologia) onde participa desde 2003 em várias comissões. Foi a primeira mulher da comunidade endocrinológica internacional que ocupou assento no Conselho Executivo desta entidade. Ainda cumprindo o mandato de Membro do Conselho, foi indicada à Presidência da Sociedade Americana de Endocrinologia. É sócia ativa da American Association of Clinical Endocrinology (AACE), onde integrou sua Comissão Internacional; da American Thyroid Association (ATA), onde participa ativamente desde 2006, em várias comissões; da Associação Latino-Americana de Tiroide (LATS) pertencendo ao seu Conselho Executivo na gestão de 2001-2003 (Anexos 6 e 7).

Nos anos de 2003-2005, Valéria Guimarães foi Presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), a terceira do mundo nessa especialidade, com mais de quatro mil associados e 23 Regionais no País. Como Presidente Nacional da SBEM, Dra. Valéria liderou inúmeros debates, assim como participou da redação final do documento científico que respaldou o Brasil na assinatura da Estratégia Global Sobre Alimentação Saudável, da Organização Mundial de Saúde (Anexo 1). Foi ainda coautora do texto que serviu de apoio técnico para a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 49/2006), que excluiu o monopólio da União para a produção, a comercialização e a utilização de radioisótopos de meia-vida curta, para usos médicos, agrícolas e industriais. Este fato possibilitou que o uso do PET SCAN fosse utilizado para fins diagnósticos e propedêuticos em todo o país, auxiliando a vida de milhares de pacientes portadores de câncer (Anexo 2). Representou ainda várias entidades médicas no Senado Federal, em discussões envolvendo Publicidade e Obesidade Infantil (Anexo 3). Participou de inúmeras campanhas públicas de educação do paciente (Anexos 4 e 5), tendo sido a primeira a difundir a importância da glândula tiroide no país, ainda na década de 90. Os resultados foram apresentados em congressos médicos, merecendo o reconhecimento das comunidades científicas internacional e nacional.Pelo conjunto destas ações recebeu Votos de Congratulações formulados pelo Senado Federal (Anexo 8).

Em 2015 recebeu o prêmio concedido pela Sociedade Americana de Endocrinologia (The Endocrine Society) por Serviço Públicos Extraordinários. A Premiação aos “Laureados Distintos” desta Sociedade é feita em reconhecimento ao impacto de suas realizações no campo da Endocrinologia. Os premiados representam o ápice da carreira dos cientistas clínicos e básicos, inovadores, líderes, educadores, e médicos cuja dedicação e realizações não têm precedentes. Anexos: Carta de nomeaçãoCarta da vitória


Dra. Valéria Guimarães - Clinica Enne Dra. Valéria Guimarães - Clinica Enne Dra. Valéria Guimarães - Clinica Enne

Em 2016, foi convidada pela diretoria da Sociedade Americana de Endocrinologia para compor o Comitê de Nomeação da entidade, considerado um dos mais importantes, já que é o responsável pela escolha e nomeação de seus futuros líderes. Ela também foi convidada para atuar no Comitê de Desenvolvimento e Gestão da American Thyroid Association e foi eleita para o Conselho Fiscal da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. Os três mandatos respectivos estão em andamento até 2019, 2020 e 2021.

Apesar de todas essas atividades, a Dra. Valéria nunca desistiu de sua prática clínica diária. Aqueles que a conhecem sabem o quanto ela se sente realizada em seu trabalho como médica. Em junho de 2018, seu trabalho e sua personalidade foram destacados pelo Jornal Correio Braziliense como Patrimônio Vivo da Medicina.